publicada em 21/02/2017 e atualizada em 31/12/1969

Anitta se joga no carnaval e diz que exposição do bumbum agrada fãs: Nem aí para críticas

Funk NotíciasRio de Janeiro, Brasil

anitta

“Colombina onde está você?” “Allah-lá-ô, ô ô ô ô ô ô, mas que calor, ô ô ô ô ô ô...” Várias marchinhas tradicionais de carnaval poderiam se aplicar à rotina que Anitta terá durante a folia. Até porque, o calendário da cantora tem o dobro de dias que um folião animado normalmente tem. A Poderosa começa seu carnaval na sexta-feira, no circuito Barra-Ondina, em Salvador, e só termina no domingo de manhã após o Desfile das Campeãs. “Por isso no tempo que resta não me jogo. Prefiro usar para dar uma descansada e ter fôlego”, diz a incansável Anitta.

Nem sempre foi assim. E numa determinada época, Anitta sequer imaginava que um dia comandaria seu próprio trio elétrico e seria estrela de camarotes bombados na Sapucaí. Criada no subúrbio do Rio, Anitta ainda atendia por Larissa quando passava os carnavais com a família, na maioria das vezes em casa. “A gente não tinha muita grana para viajar. Quando acontecia, íamos para Arraial do Cabo”, recorda: “Comecei a cantar com 17 anos. Antes, não era independente para ir a blocos, essas coisas. Então, não curti o carnaval de rua como se curte hoje”.

anitta

Cinco horas no trio

E apesar de hoje ter a total independência, Anitta não teria como passar incólume pelos vários blocos que se amontoam na cidade. “Nem teria graça sair disfarçada. Eu ia querer fazer parte mesmo, puxar a multidão”, avisa ela, que com seu Bloco das Poderosas leva uma multidão ao Centro do Rio: “Eu me divirto vendo as pessoas se divertindo. Tem uma energia diferente nisso aí”.

Uma energia que ela também vai saborear em Salvador. Desta vez, a cantora encara o circuitão com um trio elétrico sem cordas. Serão cinco horas entretendo a multidão. “Estou me preparando. Chego uma hora antes, então são mais de cinco horas. E tenho que ficar de pé até o fim”, pondera ela.

anitta

Los Angeles, o segundo lar

Anitta lembra que a maratona tem essa aura de glamour, com um staff grande, seguranças, voos. “Mas não tem glamour, não, meu amor! Tem é muito trabalho”. Sacrifício? Nenhum para alguém tão obstinada como ela. Depois de Salvador, Anitta chega ao Rio, se apresenta em camarotes e termina com bloco e show no Sambódromo de novo no sábado das campeãs. Depois disso, bye, bye, Brasil: “Vou para Los Angeles descansar e estudar. Tenho muitos amigos lá e virou um segundo lar”, adianta.

Mas, lembre-se, a moça não dorme no ponto assim como a turma do funil. “Vou analisar o mercado também”, admite Anitta, que leva o perfeccionismo ao limite: “Sou mesmo. Não vou me lançar internacionalmente enquanto não estiver 100% preparada. Diria que estou nos 50%”.

Ela se achando cheinha?

Essa autoanálise quase feroz é utilizada inclusive para falar do corpo, que, convenhamos, nunca esteve tão em boa forma. “Que nada! Já estive melhor. Estou mais cheinha, mas até o carnaval seco um pouco”, diz, modesta. Basta vê-la dançando o “Movimento da Sanfoninha” para discordar totalmente de sua observação. O bumbum de Anitta tem vida própria:. “Acho engraçado, tem gente que ainda critica, diz que uso o corpo para chamar atenção. Enquanto os meus fãs curtirem, vou fazer. Pouco me importa o que os outros pensam. Estou nem aí para as críticas”.

fonte: EXTRA

deixe seu comentário


funknoticias.net | Todos os Direitos Reservados - ©2015-2017
desenvolvido por agência our